segunda-feira, 8 de maio de 2017

Salvação

Esqueci todas as falas, emudeci em frases,
Calei em crases e as crises me envolveram;
Brasas se avivaram, no vento  e suas fases,
Calmaria, tempestade, então se sucederam...

Lembrei do anjo, de seus mil arranjos belos,
Entoando música aos passantes apressados;
Suas notas pareciam beijos, tão doces selos,
Que alma acarinhava; coração agora colado...

Já não lembrava dos cacos, percalço; passado,
Descalço tristezas, solidão  que amedrontava;
E me refaço em um naco de felicidade ofertado,
Na certeza que nesse instante, o amor salvava...

De todos os absurdos já ditos, suicídios lentos,
De duas almas acabrunhadas, jugo aterrador;
Na vida olhada por transparência, pensamento,
Enfim tranquilizador, esquecida é, a antiga dor...

Meri Viero