quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

SOL E CHUVA

A tarde chorou mais algumas lágrimas
E transparente liquidez ainda presente
Em cada pétala, em cada folha, e rima
Permanece o brilho, natureza consente

Ao olhar do passante desfrutar a beleza
Das vestes coloridas, indiscretas, sóbrias
Pequenas às vezes, em cores de realeza
Exuberantes, exóticas, únicas, sem cópias

Em cada folha, pétala, o despertar da íris
Alegrar do  coração, festejo em dia de sol
Em dia de chuva, na formosura do arco-íris
No entardecer, pintura do Criador, arrebol.

Meri Viero