quinta-feira, 27 de outubro de 2016

FORTALECER

Quando a doçura volta, o que dizer?
Abre-se um sorriso e um bem querer,
Pétalas de amor-perfeito ao amanhecer;
Sereno beijando suave a faz robustecer.

Ah! Guardando um pouco do sal,
Trás a beleza que parecia esquecida;
E a vida é como dia de sol, aquecida,
Por raios brilhantes, pureza celestial.

Não! Não há de se pedir muita doçura,
O suficiente, para amenizar as agruras;
Aquarelar as palavras em cada poesia,
E grafitar com delicadeza horas tão frias.

Meri Viero