segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Bençãos

Há dias que recolho os cacos
E a vida parece...
 Um amontoado de trapos
E alma já não tece...

Como estação sem flores
De geada queimando o verde
Parecendo que tudo são dores
E o olhar em tristeza se perde

Mas aos dias tristes; bençãos
Feito chuva do céu caindo
E nada muda a direção...
Por essa estrada vou seguindo.

Meri Viero