segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

CONTRÁRIO DE RUIM

É bom o coração quando chama à razão
Quando as  palavras  agem como  sabão
silêncio é grito que cala qualquer falação
Contrário de ruim é bom, sem encenação

Mesmo quando entendimento  se esconde
Sobra inspiração, sombra, rímel  e batom
Maquia coração mesmo sem porque, onde
É meia canção, saindo  um  pouco do tom

Contrário de ir é ficar, de  desamar é amar
E sinônimo de poeta é versar, bom ou ruim
Expande, se rende, espreme, exprime, assim
Mas esperançoso, só vê o contrário de fim...

Meri Viero