domingo, 20 de dezembro de 2015

Consideração...









Em falta hoje em  dia, para uns, detalhes sem importância,
Para os  de alma sensível, detalhes  de grande significado;
E assim é, cada um colha o que plantar, se planto a solidão,
Quero colher consideração, mas que nada, traço rabiscado...

Detalhes sem importância, mera inspiração, deixa para lá,
Cada um, dois, não há tempo, há muito para ser feito e só;
Lamento sem importâncias, dramas vivos pro lado de cá,
O resto é pó na estante, pó do tempo, um nada, apenas pó.

Mas vai passar, tudo passa, a chuva passa, o tempo passa,
Quem vai, quem fica, não tem graça, há o novo na praça;
Senta, fica em pé, olha a vida, quanta alegria, é só pirraça,
Criança não cresceu, alma pequena põe na boca mordaça.

Meri Viero