domingo, 21 de junho de 2015

O AMOR ESTÁ ESFRIANDO NO MUNDO?

Às vezes, falo sozinha, coisas da solidão,
Mas não é tristeza, é a fala do coração;
Pensamento ecoando procurando direção,
Rebatendo entre paredes sem pretensão.

E rio, achando graça, mas também fico séria,

Diante de tanta desgraça, da mídia vermelha;
Sangue vertendo em ondas, estragos e misérias,
Realidade que amarga a alma, notícia nova ou velha.

Televisão se torna quase invisível, mas a cada leitura,

Só se vê tristeza, assassinato, uma terrível loucura,
Que contamina o mundo, será o amor esfriando?
Tenho medo do futuro, o homem em animal virando.

Ser, sem ser mais racional, do bicho parece parente,

Mas olha que tem animais que até parecem gente,
Cuidam de sua ninhada, protegem a sua manada,
Enquanto homens, usam armas, e matam por nada.

Meri Viero