terça-feira, 16 de junho de 2015

MAIS UMA VEZ...

Esqueça as datas, as frases feitas
O sorriso sem graça, a dor de cabeça
O abraço de leve, releve, se solte
Mas não seja breve, seja forte, real
Aperte, toque, fale bobagens, sorria
Com graça, de graça, de longe, perto
Aceite o desacerto, conjugue o verbo
Clareie as ideias, saia, caminhe, veja
Olhe as estrelas, a lua no lago refletida
Ouça a cantiga da noite, não tenha medo
Das sombras dos vales, se aquiete, serena
Se entregue, a vida lhe estende as mãos
Pegue, siga e seja feliz uma vez mais.

Meri Viero