segunda-feira, 18 de maio de 2015

SEM DISCUSSÃO

Hoje em diante, não vou mais discutir, tempo,
Espero que ouça esse silêncio e compreenda;
Vou me esforçar pra te compreender, tento...
Talvez nem imagine o quanto, talvez entenda.

Perceba que esses gritos abafados tão nossos,
Seja nossa alma aflita querendo mais atenção;
Não sei, talvez seja a falta de cuidado, posso...
Não te tratar bem, o quanto mereça, coração.

Tem batido bem mais acelerado, angustiado,
Vai procurando proteção, vamos desarmar;
Por hoje, amanhã, pelos dias e feriados...
Vamos serenar, sorrir sem chorar e amar.

Meri Viero