quinta-feira, 14 de maio de 2015

QUANDO A SOLIDÃO RONDA...



A solidão é a dor que o coração sente,
E traduz em palavras feitas de poesia;
Quando a alma inquieta, a  pressente,
Seja na calada da noite, ou de um dia...

Esconde a lágrima, e oferta só  alegria,

Versa mesmo quietinha e num repente;
A solidão é  a dor  que o  coração sente,
E traduz  em palavras  feitas de poesia...

Que olha e vê, solidão nada indulgente,

Ainda que negue, palavras em calmaria;
O semblante é a tristeza  mais indecente,
Que as letras escondem assim, por ironia,
A solidão  é  a  dor que  o coração sente...

Meri Viero