sexta-feira, 15 de maio de 2015

MAQUIAGEM

Por um momento, vou respirar poesia,
Filtrar meus sonhos, minhas fantasias;
Recobrar meus instintos e as profecias,
Revestir-me de sorrisos, e  de alegrias.

Guardar a saudade que tanto incomoda,
Me aquietar, e não inventar mais moda;
Recolher  asas, fazer necessárias podas,
Um olhar rebuscado para as flores todas.

Um cuidado especial para o jardim, assim,
Quem sabe me reencontro dentro de mim;
Maquio de leve, lápis, batom sem carmim,
A face e a alma, os versos, meu não e sim.

Meri Viero