sexta-feira, 13 de março de 2015

FADA DE ASAS VERDES

O verão em breve irá se despedir...
Levará com ele o calor desses dias,
E dessas noites, que faz nos despir;
Das vestes  quentes, em água fria.

O outono se aproxima, tímido ainda,

Mas as folhas já estão se despedindo;
A carregada  laranjeira, que  o diga,
E na grama ainda verde, estão caindo.

Os seus frutos já estão amarelando,

E com as folhas vão se confundindo;
As flores, colibris ainda estão beijando,
E no jardim em beleza vão se unindo.

Logo adormecerão, um novo encanto,

Na nova estação surgindo no horizonte;
Timidez  que faz admirar com espanto,
Essa transformação que serve de ponte.

Ao poeta que vai rimando, não guarda,

No bolso os versos, mas vai mostrando;
Que a natureza é bela, feito uma fada,
Que em asas verdes vai nos encantando.

Meri Viero