terça-feira, 2 de dezembro de 2014

OS PASSOS DA VIDA

Gosto de ouvir os risos despreocupados
E a música embalando o ambiente noturno
Vida seguindo leve, cheiro de comida no ar
A vida é breve, para viver só a desaguar
Sei disso, poupe-nos dores indesejáveis
Liberte as palavras, deixe a poesia voar
O mundo é azul e o coração vermelho
A noite sem lua é um caminho de estrelas
Se a chuva cair é terra sendo inseminada 
A vida pode ser leve, livre de contaminação
Criança brinca na rua, poesia no banco da praça
O olhar viaja, no tempo que só faz incomodar
As luzes voltaram a piscar, passou tudo depressa
Daqui para frente, tudo vai ser diferente
A vida continua seu caminhar...sabemos disso.

Meri Viero