segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

JESUS NÃO FAZ HO HO HO...

Desculpem o azedume dos versos,
Mas no natal comercial, não acredito;
Cansei de passar recibos imprecisos,
De o fazer parecer belo e bem visto...

Desfilando de vermelho no polo norte,
Enquanto crianças almejam brinquedos;
Adultos trocar de carro, um novo modelo,
E a terra sem alma entregue à própria sorte...

Claro que todos merecem subir na vida,
Não é isso, é essa época tão desprovida;
Desumana  e repleta desse imediatismo,
Ilusões ditadas pelo tal do consumismo...

Meri Viero