quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

INFINITOS TEMAS

O dia  reservará saudade, silêncio, flores e poesia
Acordes dos pássaros nas proximidades das árvores
O sol já despontou faz tempo, aquece  asas tão frias
Seguem os seres suas rotinas, vão atrás dos labores

A saudade   quem sabe seja menos incomodativa
Passeie por entre os versos não arranhe o coração
Venha de leve, vire asas um pouco mais prestativas
E oferte um terno abraço em forma de inspiração

O silêncio embale as horas do dia com elegância
Traga sua sabedoria no lirismo que tanto encanta
Espalhe belezas através da fé, do amor e da ciência
Fique tão perto com sua presença marcante, santa

As flores sejam ofertadas ainda pela primavera bela
E imperem como presentes delicados à nossa retina
Perfumem as horas frescas da manhã, pintem na tela
Componham os versos do poeta, natureza que ensina

E a poesia, substantivo feminino, a arte de fazer versos
Que desperta o belo, o imaginário, que traduz a essência
Que vem traduzindo a alma, compondo temas diversos...
Amor de pai, mãe, filho, de homem, mulher e de crença.

Meri Viero