terça-feira, 2 de dezembro de 2014

ENTROSAMENTO POÉTICO

A água veio  e  engravidou a terra,
Nasceu dela a flor a colorir a serra;
Inspiração veio, inseminou a palavra,
Dela nasceu a poesia de minha lavra.

Voou em versos pela roda tão gigante,
Conectada em ondas invisíveis pensantes;
Quando retorna nunca vem assim sozinha,
Traz um pouco do lugar por onde caminha.

Belezas que vou conhecendo, integrando,
Natureza aos poucos vai se manifestando;
E no fim da primavera perfumo  os versos,
Colorir minha verde menina me apresso.

Meri Viero