segunda-feira, 13 de outubro de 2014

VERDE VALE


E de mel lambuzou as asas,
Ao roçar esse doce néctar;
E o voo leve perfumou o ar,
No colorido cheio de graça.


Da cor do céu coloriu a casa,

Enfeitou paredes e cortinas;
Também os bancos da praça,
No azul saudoso das retinas.


Do vale verde fez esperança,

Em cores quentes  e mansas;
Levaram o amor pelo caminho,
E detalhes repletos de carinho.


Meri Viero