segunda-feira, 6 de outubro de 2014

LAGOA DAS LÁGRIMAS














Quem foi que chorou as tuas belezas,
E que encheu de água tua bela lagoa?
E se não namorou ali, ao luar ou garoa,
Não é  dessa cidade com toda certeza.

Quem nunca admirou suas luzes acesas,

Na noite fresca em seus bancos de praça;
E riu com leveza da vida achando graça,
E posou para fotos se sentindo princesa.

Tarde de domingo, pedalinho deslizando,

Casais mais agarradinhos e selfie tirando;
Vida passando, nuvens no céu desenhando,
E a linda Lagoa das Lágrimas, embelezando.

Meri Viero