quarta-feira, 15 de outubro de 2014

FLORES E POESIA

Para não ferir o olhar a primavera voltou
Com leveza, cores  claras ao  olhar iluminou
Tirou aquela canseira, voltou inspiração faceira
E coração com beleza e perfume, também alegrou

E o amor esse belo adormecido, um beijo mandou
Você não viu? Não sentiu? Mas aqui até arrepiou
Foi de forma tão ligeira, parecendo brincadeira
E fez essa menina feliz, que até a face corou

Como se fosse aquele calor que a tarde mandou
Iluminando mais um dia, inspiração assim ofertou
Palavras  criadeiras, bonitas, meninas belas e arteiras
Que nasceram sorrindo, parindo  poesia que não chorou

Meri Viero