sábado, 6 de setembro de 2014

SUAVE INSPIRAÇÃO















Deixe notas suaves deslizarem pelas mãos,
Melodiosas volitam em forma de inspiração;
Encantam quando ressoam como uma canção,
Repousam delicadas no outrora triste coração.

Que reconhece suavidade que se apresenta,
Na esperança do acalmar das tempestades;
Quer enfim seguir, sendo inteiro, não metade,
Sabe que a dor ainda que tente não se isenta.

Mas na dose diária a certeza do fortalecimento,
Talvez a busca pela cura com novo medicamento;
Que na verdade é antigo, depende do momento,
Mas que ao extravasar em versos traz contento.


Meri Viero