quarta-feira, 17 de setembro de 2014

BELEZA INCONTÁVEL

Olhar brilha ao ver as estrelas do céu,
Coloridas refletem na retina da menina;
Luzes azuis, vermelhas como um fogaréu,
E fica da terra observando o brilho ao léu.

Na formação infinita do bondoso Criador,
Na beleza incontável feita com todo amor;
Ofertando serenidade ao olhar tão cansado,
Abrigo em forma de um instante iluminado.

Sem perguntas, sem respostas, só certezas,
Deus existe, é só olhar no espelho, há vida;
Há poesia em cada manhã tão bela e florida,
Há fé, amor, valores  de significada riqueza.

Meri Viero