quinta-feira, 7 de agosto de 2014

QUERO...

Que a minha boca tenha a doçura,
Que não seja só minha  a procura;
Que venha de ti, que venha de mim,
Que seja o começo e não mais fim.

Que soe como música essa poesia,
Que clareie com o sol mais um dia;
Que fecunde a flor em cor e magia,
Que sejamos felizes sem hipocrisia.

Que defina em amor essa vida vazia,
Que retire os espinhos em rebeldia;
Que as estrelas brilhem em teu olhar,
Que permita-se voar, ver o mar e amar.

Meri Viero