terça-feira, 26 de agosto de 2014

INIGUALÁVEL LICOR
















Em variantes de humor versos seguem,
As vezes bebem de um inigualável licor;
Mudando na boca o amargo do sabor,
Para paladar ameno que não sonegue...

Doce que vida oferta em meio ao caos,

Mas há  certo cuidado, a de ser sóbrio;
Pois pensar inverte o que é bom em mal,
E o pensamento se manifesta  impróprio...

Então releve, mas revele a beleza que há,

Versos belos foram feitos para muito voar;
Não ficarem presos entre o conflito alheio,
Pois cá, sou um pouco de você, quando leio.

Meri Viero