quinta-feira, 17 de julho de 2014

VERSOS SUAVES

A poesia acontece quando a sensibilidade emana,
E o ser poético não resiste a inspiração e declama;
Em versos o que um coração emocionado derrama,
Se triste, sabe prantear dores com maestria e drama.

Se feliz, esparrama flores e os sorrisos com gentileza,
Perfuma o ambiente por onde passa com sua beleza;
Acha graça do pássaro fazendo ninho no beiral da casa,
E das borboletas e beija-flores empresta as suas asas.

Se ama, se perde em palavras inspiradas e adocicadas,
Mistura dor e amor em lágrimas salgadas de esperança;
E reflete nos versos os sonhos, a vida e a sua confiança,
E a cada nova poesia a alma lindamente se faz revelada

Meri Viero