sexta-feira, 18 de julho de 2014

SOL DE INVERNO
















O sol brincou de se esconder mais uma vez,
E a noite toda metida trouxe frio junto dela;
E avisou vai ter geada amanhã na flor bela,
E nem adianta reclamar não tem mas, talvez.

Mas vou esperar bem quentinha o alvorecer,

Tenho certeza que ele vai outra vez aparecer;
Que seja atrás de nuvens ou radiante no céu,
Aquecendo a face mesmo coberta por chapéu.

Vai acordar os passarinhos que farão a festa,

Pois alegria em sua cantiga matinal manifesta
Então agradeço por esse despertador sem dor,
E pela geada que esculpirá com cristais a flor.

Meri Viero