terça-feira, 8 de abril de 2014

ENTRE SORRISOS E LÁGRIMAS

Dias tristes seguem num mesmo ritmo lento
E a vida passa devagar entre os passatempos
Ah! Bendito seja a doçura do beijo do vento
Que vem acalmar meu pranto bem a tempo

Nesse sentir que entorpece meu ser inquieto
Num fraquejar frequente que tira a minha paz
Nessa constância misturada entre sorrisos e ais
Vou tentando sobreviver nesse meu jeito discreto

Mas se me vires por aí sentirás as minhas dores
E verás apenas o cinza e não as iluminadas cores
O sol deixou de brilhar deve ser o ciclone chegando
Ou então a minha poesia aos poucos se apagando...

Meri Viero