terça-feira, 25 de março de 2014

SINAIS

São tantos os sinais que se mostram no caminho
E olhando em várias direções  não estou sozinho
E atravessar os anéis de saturno e crateras da lua
Parece tão fácil como simplesmente passar a rua

Imagens coloridas, músicas bonitas, textos inspirados
Adjetivos simples que o sentido sabe bem agradecer
E o que toca e o que vibra sabe tão bem envolver
Na mistura perfeita dos símbolos que são admirados

Na linguagem que sabe explorar a beleza explícita
Basta se deixar levar no jogo da fala e da escrita
Se entregar na volúpia implícita de todas as ações
E se deixar levar, leve, suave no sentir e nas canções

Na poesia que desliza suavemente  por tuas mãos
Misturada ao frescor dos versos nesse outono
Na certeza de não haver da verdade um só dono
Mas compreendida e ofertada nessa doce junção.

Meri Viero